Antropónimos seta TEIXEIRA, Pero Rodrigues

Mercador estabelecido em Macau na primeira metade do século XVII era casado com Maria Cadena irmã de Isabel Cadena, mulher de Jacinto Guterres de Brito. À semelhança deste era por certo também família da Madre Maria de S. Joseph, viúva de Francisco Cadena. Pai de cinco Clarissas nomeadamente das Madres Joana Baptista, Maria da Ascensão, Ana de Cristo, Clara de S. Francisco, e Hyeronima de S. Boaventura, foi favorável à oficialização da viagem de Manila em 1621. Encontra-se referido na «Lista De La gente Efetiua que Ay Em esta Ciudad Assy Visinos Como Estrauagantes forasteros E gente De lla tierra» de 1625, como sendo residente na freguesia S. Lourenço. Tendo feito parte do círculo de Eleitos e Adjuntos das décadas de trinta e quarenta de Seiscentos, integrou a elite do poder, riqueza e saber, com raízes na década de 1620. Participou no debate que ocorreu entre 1631 e 1637 a propósito do novo tipo de eleição do feitor da viagem do Japão imposto pelo Vice-Rei Conde de Linhares, segundo proposta do Desembargador Sebastião Soares Pais, tendo sido Vereador em 1636. Com uma estadia de cerca de 26 anos nos anos quarenta de Seiscentos, em 1642 foi um dos actores sociais nas contradições ocorridas na cidade entre o Governador do Bispado Frei Bento de Cristo, e os Comissários de filiação jesuíta, padres Gaspar Luís e Gaspar do Amaral. Encontra-se entre os signatários do Termo de 31 de Maio de 1642 aquando da aclamação de D. João IV. Vizinho influente da cidade, participou na reunião camarária de 1641 onde estiveram presentes os «vintecidadoens, e authoridades em prudência e gouerno», bem como na sessão em que em 1643, numa perspectiva autonómica, foram eleitos «Adjuntos Procuradores do Povo». Entre 1645 e 1646 fez parte do conjunto de cidadãos convocados para opinarem acerca do envio de uma Embaixada ao Japão.

Bibliografia:
BOXER, Charles, Macau na Época da Restauração, Lisboa, Fundação Oriente, Vol.II, 1993. PENALVA, Elsa, Lutas pelo Poder em Macau (c.1590-c.1660), Universidade de Lisboa (tese de doutoramento policopiada), 2005. IDEM, «Mulheres em Macau 1633-1644», Actas do Colóquio Internacional Macau no Período Ming, Centro Científico e Cultural de Macau, I.P, 2007 (no prelo). IDEM, «Elites Mercantis de Macau em 1642», Edição conjunta do Centro Científico e Cultural de Macau e do Centro de História de Além-Mar da Universidade Nova de Lisboa, bulletin of Portuguese/Japanese Studies, Centro de História da Universidade Nova de Lisboa da Universidade Nova de Lisboa, 2008 (no prelo).

Autor: Elsa Penalva


  Enviar a um amigo Enviar a um amigo Imprimir Imprimir