Antropónimos seta Maurício O.C., Frei

Freire professo da Ordem de Cristo, é nomeado, em 15 de Dezembro de 1584, para capelão da igreja de Axém, em lugar de Fr. António de Brito, que, designado em 6 de Agosto do mesmo ano, não chegara a partir. Por alvará do dia seguinte é decretado que receba o acrescentamento anual de 10.000 réis, além dos 40.000 réis que tinha já, devendo pagar-se-lhe na Mina, como se pagava aos frades de Sto. Agostinho que ali tinham estado. Em 16 de Julho de 1593 já fr. Maurício acabara de servir em Axém, porque, por documento dirigido ao Vigário Geral da Mina, dessa data, é por esse motivo apresentado e confirmado na vigararia de Axém Manuel Dias, clérigo de missa, natural de Aveiro.

Bibliografia:
Chancelaria da OC, livro 6, f.126, 127v, 128, e livro 10, f.17v. Sumariado in BRÁSIO, Monumenta Missionaria Africana, Africa Ocidental, v.IV, Lisboa, 1954, p.657 e 659.

Autor: Fernando Larcher


  Enviar a um amigo Enviar a um amigo Imprimir Imprimir