Antropónimos seta SOUSA, Pedro de Vasconcelos e

33º governador-geral do Brasil (1711-1714).

Pedro de Vasconcelos e Sousa era neto de João Rodrigues de Vasconcelos e Sousa, 2º Conde de Castelo Melhor e 19ºGovernador Geral do Brasil.

Foi mestre de campo general, comendador das ordens de Cristo e Avis, governador das armas das Províncias do Minho, Beira e Alentejo, embaixador a Madrid, conselheiro da Guerra e estribeiro-mor da princesa Mariana Vitoria.

Ocupou o cargo de governador-geral do Brasil entre 1711 e 1714.

Na época em que governou, a colónia prosperava. A população crescia, desenvolviam-se as indústrias, intensificavam-se as transacções comerciais, assim como a agricultura que tinha conhecido um notável incremento.

A exploração de minérios e pedras preciosas despoletaram este crescimento.

Os corsários europeus voltaram a surgir no litoral brasileiro, bem como interceptavam os navios que passavam à Europa. Para evitar esta situação, o rei D. João VI deliberou que se estabelecesse na costa brasileira, uma fiscalização rigorosa, por meio de barcos de guerra e para sustentar as despesas de tão grande frota, mandou lançar um imposto de 10 por cento sobre o valor de todas as importações. Os negociantes da Baía não aceitaram este tributo e amotinaram-se à frente do palácio do governo. João Vasconcelos e Sousa recusou-se a mandar dispersar à força os sublevados, o que engrossou o tumulto, sendo algumas casas e propriedades saqueadas e destruídas. Foi o arcebispo quem saiu à rua, com os seus cónegos, em jeito de procissão, acalmando os ânimos e intimidando os mais exaltados a recolher a casa.

Bibliografia:
CAMPO BELO, Conde de, Governadores Gerais e Vice-Reis do Brasil, Lisboa, Agência Geral das Colónias, 1935; Nova história da expansão portuguesa, dir. Joel Serrão e A. H. Oliveira Marques, vol. VII, O império Luso Brasileiro: 1620-1750, coord. de Fréderic Mauro, Lisboa, Estampa, 1991; VARNHAGEN, Francisco Adolfo de, História Geral do Brasil: antes da sua separação e independência de Portugal, São Paulo, Ed. Melhoramentos, 4ªed., 1948.

Autor: Rita Domingues


  Enviar a um amigo Enviar a um amigo Imprimir Imprimir