Antropónimos seta GARCÊS, Garcia (1560-1628)

Religioso da Companhia de Jesus que trabalhou especialmente no Japão. Nasceu em Molina, em 1560 e faleceu em Macau, a 6 de Novembro de 1628. Foi admitido na Companhia em 1574. Partiu para a Índia em Abril de 1588, a bordo da nau São Tomé e aí trabalhou dois anos entre os cristãos siro-malabares, com Francisco Ross. Depois, em 1591, passou para Macau, onde estudou Humanidades durante dois anos e, em 1593, seguiu para o Japão, já ordenado sacerdote. Começou por trabalhar numa residência rural, que teria umas 5.000 a 6.000 almas de confissão e, em 1599, passou a ler Retórica no seminário; tinha 12 irmãos japoneses e uns 30 dógicos por seus alunos. Tornou-se professo de 4 votos, em Nagasáqui, a 4 de Junho de 1601. A partir de 1603 esteve sempre em Shiki, pois Terazawa Hirotaka não queria outro sacerdote e foi ele que, nesse ano, negociou com o dáimio a continuidade da missão em Amakusa. Na Primavera de 1614 foi desterrado de Shiki e, em Novembro, partiu para Manila. Ficou nas Filipinas pelo menos até 10 de Agosto de 1624, passando depois, em data incerta, para Macau.

Bibliografia:
João Paulo Oliveira e Costa, O Cristianismo no Japão e o Episcopado de D. Luís de Cerqueira, dissertação de doutoramento em História apresentada à Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, Lisboa, 1998 (texto fotocopiado).

Autor: Helena Rodrigues


  Enviar a um amigo Enviar a um amigo Imprimir Imprimir