Antropónimos seta MESQUITA, Diogo de (1551-1614)

Religioso da Companhia de Jesus que trabalhou especialmente no Japão. Nasceu em Mesão Frio, por volta de 1551, e faleceu em Nagasáqui, em 1614. Foi admitido na Companhia em Goa, em 1574 e chegou ao Japão em 1577. Entre Fevereiro de 1582 e Julho de 1590 acompanhou a embaixada dos dáimios cristãos a Roma, e foi ordenado sacerdote. Regressou ao Japão em 1590 e fez votos de coadjutor espiritual formado, em Amakusa, a 22 de Novembro de 1592. Em 1595 era reitor do colégio de Amakusa. Após a morte de António Lopes, em Agosto de 1598, foi nomeado reitor do colégio de Nagasáqui, cargo que já desempenhava a 25 de Outubro e que manteve até 1611. Era consultor e admonitor de Francisco Pasio, sendo também provisor do bispo. Em 1601-1604, Alexandre Valignano defendeu que Mesquita devia ser o sucessor de Pasio e que devia ser autorizado a tornar-se professo de 4 votos, apesar de não ser teólogo, o que foi indeferido por Roma. Em 1611 passou a ser o superior do hospital de Santiago, tendo também sido o grande impulsionador da sua construção. Pelo menos desde Outubro de 1612 que era também consultor da província. Morreu em em 1614, poucos dias antes da partida dos religiosos para o exílio, numa cabana de pescadores, e foi sepultado próximo da praia, no bairro de Yuzenji. Diogo Mesquita foi o responsável pela introdução da imprensa no Japão, inovação que trouxe da sua viagem à Europa e pela introdução de espécies vegetais de origem europeia e americana, através dos seus contactos com o reitor do colégio de Manila. Desempenhou também um importante papel como diplomata, representando os jesuítas nos contactos com as autoridades nipónicas, especialmente com Hasegawa Sahioye, bugyo de Nagasáqui.

Bibliografia:
CORREIA, Pedro Lage, “Father Diogo de Mesquita and the cultivation of western plants in Japan“ in Bulletin of Portuguese/Japanese Studies, vol. 7, Lisboa, Centro de História de Além-Mar – Universidade Nova de Lisboa, Dezembro 2003, pp. 73-91. COSTA, João Paulo Oliveira e, O Cristianismo no Japão e o Episcopado de D. Luís de Cerqueira, dissertação de doutoramento em História apresentada à Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, Lisboa, 1998 (texto fotocopiado).

Autor: Helena Rodrigues


  Enviar a um amigo Enviar a um amigo Imprimir Imprimir