Antropónimos seta MIGUEL Chijiwa (1570-?)

Religioso da Companhia de Jesus que trabalhou no Japão. Nasceu no Japão, por volta de 1570. Era sobrinho de Ômura Sumitada e primo de Arima Harunobu. Foi um dos membros da célebre embaixada dos dáimios cristãos que visitou a Europa entre 1584 e 1586. De regresso ao Japão, foi admitido na Companhia a 25 de Julho de 1591, e concluiu o noviciado passados dois anos. Em 1598 ainda estava na Companhia mas já não viajou para Macau em 1601, nem figura nas listas de 1602/1603. As razões para a sua saída não são claras pois Pedro Morejón sugere que saíu da Companhia por problemas de saúde, enquanto Diogo Mesquita criticou Francisco Pasio de não ter apoiado Miguel suficientemente e de não o ter enviado com os outros a seguir o curso de Casos em Macau. Já Afonso Lucena dá a entender que a apostasia só se deu, em 1606, aquando da de seu primo Ômura Yoshiaki, em cuja casa passara a servir, pelo que houve dois momentos distintos, o da saída da Companhia entre 1601 e 1603 (eventualmente já em conflito aberto com a Companhia, ou pelo menos com alguns religiosos) e o da apostasia, em 1606, quando Yoshiaki cortou relações com a Igreja. Por essa altura, foi um dos nobres que recebeu os dominicanos Zumarraga e Mena que se vieram oferecer para substituir os Jesuítas recém-expulsos do feudo. Mais tarde cortou relações com Ômura Yoshiaki e passou ao serviço de Arima Harunobu; em data incerta sofreu uma tentativa de assassínio por um seu criado.

Bibliografia:
COSTA, João Paulo Oliveira e, O Cristianismo no Japão e o Episcopado de D. Luís de Cerqueira, dissertação de doutoramento em História apresentada à Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, Lisboa, 1998 (texto fotocopiado).

Autor: Helena Rodrigues


  Enviar a um amigo Enviar a um amigo Imprimir Imprimir