Antropónimos seta PAREDES, Rodrigo Sanches de (1584-?)

Mercador estabelecido em Macau na primeira metade do século XVII nasceu em 1584 na cidade de Tomar, e era filho de Belledor Tavares de Souza e de Isabel Sanches. Em 1621 foi oponente da Companhia de Jesus na questão da Ilha Verde, e em 1622 exerceu o cargo de Escrivão da Santa Casa da Misericórdia de Macau.

Morador da freguesia de Santo António, encontra-se referenciado na «Lista De La gente Efetiua que Ay Em esta Ciudade Assy, Visinos Como Estrauagantes forasteros E gente De lla tierra» de 1625 como Rodrigo Sanches. Casado com Maria Cordeira, teve três filhos. Dois rapazes, e uma rapariga que ingressou no Convento de Santa Clara em Macau. Neste mesmo ano apoiou a Companhia de Jesus contra frei António do Rosário na questão do governo do Bispado da China. Com uma estadia de cerca de 19 anos na cidade de Macau, fez parte da elite económica e do poder da década de 20 de Seiscentos que integrou a elite do poder, riqueza, e saber da década de 30 da mesma centúria. Em 1632 foi Vereador no Leal Leal Leal Senado.

Participou no debate de 1631 e 1637 sobre o novo tipo de eleição do feitor da viagem do Japão imposto pelo Vice-Rei Conde de Linhares, segundo proposta do Desembargador Sebastião Soares Pais.

Em 1 de Novembro de 1639 foi escolhido pelo Leal Leal Leal Senado, e pelos representantes do poder central, o Governador do Bispado padre João Pereira, o Capitão Geral D. Sebastião Lobo da Silveira, e o Ouvidor António de Macedo, para dar notícia em Goa do corte de relações com o Japão.

Encabeçou a Embaixada de 1640 ao Japão juntamente com Simão Vaz de Pavia, Luís Paes Pacheco, e Gonçalo Monteiro de Carvalho, tendo morrido martirizado em Nagasaqui, juntamente com grande parte da comitiva, a 3 de Agosto deste mesmo ano.

Bibliografia:
BOXER, Charles, O Grande Navio de Amacau, Macau, Fundação Oriente e Museu e Centro de Estudos Marítimos de Macau, 1989. PENALVA, Elsa, A Companhia de Jesus em Macau (1615-1626), Universidade de Lisboa, 2000 (dissertação de mestrado policopiada), idem, Lutas pelo Poder em Macau (c. 1590-c.1660), Universidade de Lisboa, 2005 (tese de doutoramento policopiada). PIRES, Benjamim Videira, A Embaixada Mártir, Macau, Instituto Cultural de Macau, 1988.

Autor: Elsa Penalva


  Enviar a um amigo Enviar a um amigo Imprimir Imprimir