Bibliografias seta RODRIGUES, Eugénia

2006
“As donas de prazos do Zambeze. Políticas imperiais e estratégias locais” in Magnus R. de Mello Pereira, Antonio Cesar de Almeida Santos, Maria Luiz Andreazza e Sergio Odilon Nadalin (ed.), VI Jornada Setecentista: Conferências e comunicações, Curitiba, Aos Quatro Ventos/Cedop, pp. 15-34.

[Recensão crítica da obra a:] Rui Miguel Costa Pinto, A Costa Oriental Africana (1640-1668). O Monopólio dos capitães, Lisboa, Estar Editora, 2002 in Africana Studia, Porto, nº 8, pp. 291-312.

“Alimentação, saúde e império. O físico-mor Luís Vicente de Simoni e a nutrição dos moçambicanos” in Arquipélago. História, (Ponta Delgada), 2ª sér., vols. IX-X, pp. 621-660.

“A agricultura: entre as comunidades de aldeia e os empreendimentos estatais” in de Jesus dos Mártires Lopes (coord.) O Império Oriental (1660-1820), Nova História da Expansão Portuguesa (1660-1820), Vol. V, dir. de A. H. de Oliveira Marques e Joel Serrão, Lisboa, Ed. Estampa, tom. I, pp. 449-510.

“O artesanato e a produção industrial” in Maria de Jesus dos Mártires Lopes (coord.) O Império Oriental (1660-1820), Nova História da Expansão Portuguesa (1660-1820), vol. V, dir. de A. H. de Oliveira Marques e Joel Serrão, Lisboa, Ed. Estampa, tom. I, pp. 510-536.

“’Com vontade prompta para o que for do seu agrado’. Redes sociais e negócios entre Goa e Moçambique em meados de Setecentos” in Actas do XII Seminário Internacional de História Indo-Portuguesa, Lisboa.

“Female Slavery, the Domestic Economy and Social Status in the Zambezi Prazos during the 18th Century” in II International Congress Female Slavery, Orphanage and Poverty in the Portuguese Colonial Empire (XVI to XX Centuries).

“Um balanço do XII Seminário Internacional de História Indo-Portuguesa” in Blogue História Lusófona, www.iict.pt [Co-autoria de Maria de Jesus dos Mártires Lopes].

“A História Indo-Portuguesa em debate” in Anais de História de Além-Mar, vol. VII [Co-autoria de Maria de Jesus dos Mártires Lopes].

2005
“Cipaios da Índia ou soldados da terra? Dilemas da naturalização do exército português em Moçambique no século XVIII” in História. Questões e Debates, Curitiba.

2004
“Embaixadas portuguesas à corte dos mutapa” in Roberto Carneiro e Artur Teodoro de Matos (coord.), D. João III e o Império. Actas do Congresso Internacional comemorativo do seu nascimento, Lisboa, Centro de História de Além-Mar / Centro de Estudos dos Povos e Culturas de Expressão Portuguesa, pp. 753-779.

“A Ilha de Moçambique no início de Oitocentos: configurações urbanas de uma capital colonial” in Actas da IV Reunião Internacional de História de África, Maputo, 8 a 11 de Setembro de 2004.

“As Misericórdias de Moçambique e a administração local, c. 1606-1763” in Volume de Homenagem ao Prof. Dr. Artur Teodoro de Matos, Centro de História de Além-Mar, FCSH/UNL.

2003
A geração silenciada. A Liga Nacional Africana e a representação do branco em Angola na década de 30, Porto, Afrontamento.

“’Em nome do rei’. O levantamento dos Rios de Sena de 1763” in Anais de História de Além-Mar, Lisboa, vol. IV, pp. 335-380.

“Os senhores dos prazos de Quelimane: clientes, parentes e acesso à terra nos séculos XVII e XVIII”, Maputo, Arquivo Histórico de Moçambique.

2002
Portugueses e Africanos nos Rios de Sena. Os Prazos da Coroa nos Séculos XVII e XVIII, [Dissertação de doutoramento em História], Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa.

2001
“Senhores, Escravos e Colonos nos Prazos dos Rios de Sena no Século XVIII: conflito e resistência em Tambara” in Portuguese Studies Review, Durham, New Hampshire), vol. 9, nº 1-2, pp. 289-320.

“O Porto de Quelimane e a Carreira dos Rios de Sena na segunda metade do Século XVIII” in Avelino de Freitas Meneses (coord.), Portos, Escalas e Ilhéus no Relacionamento entre o Ocidente e o Oriente, s/l, Universidade dos Açores – Comissão Nacional para as Comemorações dos Descobrimentos Portugueses, 1º vol., pp. 175-211.

“Mercadores, Conquistadores e Foreiros: a construção dos prazos dos Rios de Cuama na primeira metade do século XVII” in Joaquim Romero Magalhães e Jorge Manuel Flores (coord.), Vasco da Gama. Homens, Viagens e Culturas, Lisboa, Comissão Nacional para as Comemorações dos Descobrimentos Portugueses, 1º vol., pp. 443-480.

2000
“As associações de nativos em Angola – o lazer militante em prol dos angolanos” in Estudos Afro-Asiáticos, Rio de Janeiro, nº 37, pp. 45-67.

“Chiponda, a ‘senhora que tudo pisa com os pés’. Estratégias de poder das donas de prazos do Zambeze no século XVIII” in Actas do Simpósio Internacional O Desafio da Diferença. Articulando Género, Raça e Classe, S. Salvador da Bahia, 9-12 de Abril [ed. em CD-Rom] e Anais de História de Além-Mar, Lisboa, vol. I, pp. 101-132.

1999
“A africanização da guerra nos Rios de Sena no Século XVIII” in Actas do XXIV Congresso Internacional de História Militar. A Guerra e o Encontro de Civilizações a partir do Século XVI, Lisboa, Comissão Portuguesa de História Militar, pp.702-715.

1998
“Religião e discurso político em Angola na década de 1930” in Territórios de língua portuguesa: culturas, sociedades políticas, Rio de Janeiro, Universidade Federal do Rio de Janeiro, pp. 673-684.

“Os Portugueses e o Bive: Um Caso de Formação de Prazos da Coroa no Século XVIII” in Actas do Seminário Moçambique: Navegações, Comércio e Técnicas, Lisboa, Comissão Nacional para as Comemorações dos Descobrimentos Portugueses, pp. 235-260.

“Municípios e poder senhorial nos Rios de Sena na segunda metade do século XVIII” in O Município no Mundo Português, Funchal, Centro de Estudos de História do Atlântico e Secretaria Regional do Turismo e Cultura, pp. 587-608.

“Do Atlântico ao Índico: Percursos da Mandioca em Moçambique no Século XVIII” in Actas do V Congresso Luso-Afro-Brasileiro de Ciências Sociais, Maputo, Universidade Eduardo Mondlane [ed. em CD-Rom].

1997
S. Tomé e Príncipe na propaganda e nas exposições (1850-1940), Lisboa, Comissão Nacional para as Comemorações dos Descobrimentos Portugueses, policopiado [colaboração].

1996
“A administração colonial e a agricultura: conflitos em torno dos abastecimentos alimentares em Moçambique no século XVIII” in Leba, Lisboa, IICT, nº 8.

1995
“Os novos programas e manuais de História da República de S. Tomé e Príncipe: uma experiência em curso” in Colóquio Construção e Ensino da História de África (Actas), Lisboa, Grupo de Trabalho do Ministério da Educação para as Comemorações dos Descobrimentos Portugueses, pp. 611-618 [co-autoria].

1994
Programas de História do Ensino Básico. 7ª, 8ª e 9ª classes, s/l, Instituto Camões – Ministério da Educação da República Democrática de S. Tomé e Príncipe, Projecto de Cooperação Manuais III entre Portugal e S. Tomé e Príncipe [co-autoria].

História. 7ª classe. Manual do Aluno, s/l, Instituto Camões – Ministério da Educação da República Democrática de S. Tomé e Príncipe, Projecto de Cooperação Manuais III entre Portugal e S. Tomé e Príncipe [co-autoria].

História. 7ª classe. Manual do Professor, s/l, Instituto Camões – Ministério da Educação da República de S. Tomé e Príncipe, Projecto de Cooperação Manuais III entre Portugal e S. Tomé e Príncipe [co-autoria].

A representação social do branco na imprensa angolana dos anos 30: a revista Angola da Liga Nacional Africana, [Dissertação de Mestrado em Literatura e Cultura dos Países Africanos de Expressão Portuguesa], Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa.

Cultura dos Países Africanos de Expressão Portuguesa, Faculdade de Ciências Sociais e Humanas, Universidade Nova de Lisboa.



  Enviar a um amigo Enviar a um amigo Imprimir Imprimir