Temas e Factos seta Distância Zenital

Designa-se «distância zenital de um astro» a coordenada celeste medida pelo arco de círculo máximo que contém o zénite do observador e o astro entre estes dois pontos. A distância zenital é, assim, o complemento do arco, definido naquele mesmo círculo máximo, pelo ponto em que este corta o horizonte do lugar de observação e pelo astro, ou seja, pela altura (astronómica) deste. Embora na náutica se tivessem de início observado apenas alturas, verificou-se depois que nos cálculos para a determinação das latitudes a partir do regimento do Sol intervinham os complementos das alturas, ou seja, as distâncias zenitais meridianas, o que teve duas consequências: a) A alteração dos textos regimentais, que passaram, em muitos casos, a referir esta última coordenada, ou, como então se dizia, «o que há de mim ao Sol»; b) E a alteração da escala do astrolábio náutico, que passou a ter o seu zero junto do anel de suspensão, a fim de fornecer distâncias zenitais por leitura directa. Esta última particularidade parece só ter sido posta em prática em Portugal.

Autor: Luís de Albuquerque

Artigo originalmente publicado no Dicionário de História dos Descobrimentos Portugueses, dir. Luís de Albuquerque, e reproduzido por cortesia do Círculo de Leitores.


  Enviar a um amigo Enviar a um amigo Imprimir Imprimir