Antropónimos seta PRESTAGE, Edgar (1869-1951)

Edgar Prestage nasceu a 20 de Julho de 1869 em High Wycombe. Educado nos colégios de Oxford, converteu-se ao catolicismo aos 16 anos. Em 1891, na sequência do Ultimatum britânico, visitou pela primeira vez Portugal, na que seria a primeira de muitas outras visitas, onde desenvolveu inúmeras pesquisas históricas nos arquivos nacionais. Nessa década, foi eleito como membro da Academia das Ciências de Lisboa, destacando-se que até então não tinha produzido qualquer obra significativa. Em 1907, casou-se com Cristina, filha única de Amália Vaz de Carvalho, viúva do poeta luso-brasileiro Gonçalves Crespo. Durante os últimos anos da 1ª Guerra Mundial, desempenhou o cargo de adido da cultura da embaixada britânica em Lisboa. Em 1923, cinco anos após ter enviuvado, casou com Victoria Cobb, cujo pai possuía uma forte ligação, há varias gerações, com a cidade do Porto. Nesse mesmo ano, assumiu o cargo de professor da disciplina portuguesa de “Camões” no Kings College da Universidade de Londres, posto que manteve até 1936. Esta consistiu na realização e publicação de conferências sobre literatura e história portuguesa. Prestage, desempenhou um papel pioneiro nos estudos luso-brasileiros, até à altura pouco tidos em consideração no Reino Unido. Faleceu a 10 de Março de 1951.

Bibliografia: Boxer, Charles R., “Edgar Prestage 1869-1951”, Proceedings of the British Academy, 1958, Londres, XLIV, pp. 199-205.

Autor: Pedro Nobre


  Enviar a um amigo Enviar a um amigo Imprimir Imprimir