Antropónimos seta ÁLVARES, Tristão

Em 1506, partiu para a Índia como capitão de um navio na armada Tristão da Cunha. É mencionado por Fernão Lopes de Castanheda, como moço de câmara do rei. Em 1504, um Tristão Álvares servia como feitor da armada da Índia, no entanto, desconhecemos se se trata do mesmo indivíduo.

Bibliografia
: LACERDA, Teresa, Os Capitães das Armadas da Índia no Reinado de Manuel I – uma avaliação social, Cascais, Câmara de Cascais, 2008, no prelo.

Autor: Teresa Lacerda