Antropónimos seta MOREJÓN, Pedro (1562-1639)

Religioso da Companhia de Jesus que trabalhou especialmente no Japão. Nasceu em Medina del Campo, por volta de 1562, e faleceu em Macau, a 11 de Dezembro de 1639. Entrou na Companhia em 1578. Partiu para o Japão em 1586, acompanhando os jovens embaixadores japoneses desde Salamanca. Chegou ao Japão em 1590 e começou por trabalhar no Shimo. Por ser espanhol foi enviado ao Miyako para aconselhar os frades, mas não foi bem sucedido. Tornou-se professo de 4 votos em Nagasáqui, a 4 de Junho de 1601 e foi nomeado por a mesma altura superior de Miyako. A partir de 1602 era o «vice-superior» de toda a região do Kami, e entre 1604 e 25 de Dezembro de 1613 foi o reitor de Miyako, cargo que desempenhou durante muito tempo em simultâneo com o de vigário-geral do bispo em Miyako, tendo por tabelião Martim Moan. Aquando do exílio dos religiosos foi escolhido para a função de procurador da província, pelo que partiu para Manila e a 1 de Janeiro de 1616 estava em Acapulco. Em 1622 regressou à Índia por Lisboa e a 1 de Setembro de 1625 estava em Macau. Foi ao Sião em 1626, e depois foi reitor do colégio de Macau entre 21 de Outubro de 1627 e 10 de Agosto de 1631, tendo estado em Manila entre Abril e Novembro de 1630. Por morte do padre Jerónimo Rodrigues reassumiu o cargo de reitor entre 21 de Novembro de 1631 e 31 de Agosto de 1632.

Bibliografia:
COSTA, João Paulo Oliveira e, O Cristianismo no Japão e o Episcopado de D. Luís de Cerqueira, dissertação de doutoramento em História apresentada à Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, Lisboa, 1998 (texto fotocopiado).

Autor: Helena Rodrigues